0 Item

Em um mercado altamente competitivo, oferecer mais que um simples produto é fundamental para garantir o fortalecimento de uma marca. Atualmente, vender uma experiência ao cliente é uma prática insubstituível — e isso envolve muito mais do que um bom produto. É preciso dar qualidade ao processo de venda, do início ao fim.

Inserir a logística no desenvolvimento de softwares é essencial, já que entregar rápido sem comprometer a qualidade do serviço gera mais valor aos negócios. Porém, é natural que surjam algumas dúvidas na hora de gerenciar essa questão.

Pensando nisso, falaremos aqui sobre a importância de garantir a qualidade de entrega, mostrando os benefícios para sua empresa e dando 5 dicas para colocar isso em prática. Confira!

A qualidade de entrega e a otimização de prazos e custos

Qualidade, prazo e custo são os três pilares da gestão. Entretanto, é preciso aplicar esse conceito com cuidado, pois há um equilíbrio a ser preservado — a redução do prazo de entrega, por exemplo, costuma causar impactos na qualidade. O segredo está em descobrir o quanto vale investir em qualidade sem prejudicar o prazo e o custo.

A fim de otimizar o prazo, é preciso ter uma visão sistêmica dos processos de desenvolvimento para que você possa atuar em todas as frentes e ainda manter a sinergia entre elas. O resultado é uma melhora contínua em diversos processos e, consequentemente, uma redução nos custos envolvidos.

Mostraremos a seguir como isso pode ser feito no dia a dia do desenvolvimento.

As melhores práticas para otimizar a entrega

Adote uma metodologia eficiente

Metodologias ágeis são extremamente eficientes para o desenvolvimento de software, mas é preciso adotá-las dentro de um processo de gestão inteligente, com etapas de teste integradas. Um teste interno (unitário) ou do desenvolvedor permite a visualização do projeto dentro de suas etapas, individualmente.

A metodologia Scrum, por exemplo, permite entregas incrementais antecipadas. Consequentemente, é possível fazer alterações durante cada etapa do desenvolvimento, adiantando a entrega final e eliminando os bugs ao longo do andamento do projeto.

Na própria sprint, o desenvolvedor faz um teste pareado, liberando o projeto mais cedo para o time de qualidade. Então, temos o teste de primeiro nível, e a equipe de testes trabalha dentro da sprint, em paralelo com o desenvolvimento. O resultado é uma entrega mais rápida com a mesma qualidade no produto.

E não estamos falando apenas em relação aos bugs, mas às expectativas do cliente. O produto sai redondo, dentro do esperado e sem custos adicionais.

Invista em um software de gestão

Por mais eficiente que seja a metodologia Scrum, ela não funcionará bem sem uma ferramenta de suporte. É fundamental monitorar e medir a relação entre o que foi planejado e o que foi executado. Assim, é possível trabalhar para que haja melhoria contínua nos projetos.

Ferramentas, como o Jira, mostram como isso é essencial. Elas dimensionam as atividades e escalonam suas etapas para que o gestor designe os responsáveis por cada uma delas.

Controles por meio de planilhas não oferecem o mesmo nível de gestão nem os indicadores necessários para um monitoramento de qualidade — algo que um software focado no desenvolvimento faz com excelência.

Execute testes integrados

Como mostramos anteriormente, metodologias de desenvolvimento podem aumentar a qualidade e reduzir prazos e custos. Entretanto, isso depende diretamente da implementação de uma rotina eficiente de testes. Não basta estabelecer que eles sejam feitos, mas elaborar roteiros (scripts) e criar parâmetros para que seja claro exatamente o que deve ser feito.

Um script de qualidade economiza um tempo enorme dos desenvolvedores, adiantando a entrega e reduzindo o número de versões necessárias para finalizar o projeto. Mas isso pode ser ainda melhor com a execução de testes integrados.

Estamos falando dos testes feitos após a entrega da sprint. O ideal é que o time de qualidade esteja dentro da sprint, como parte integrante da equipe e do processo. Assim, os testes são feitos individualmente em cada funcionalidade.

Ao final da sprint, é feito um teste integrado, ou seja, com foco na união entre as funcionalidades para evitar que efeitos colaterais (side effects) tenham surgido após a integração.

Com ações de qualidade dentro e fora das etapas de desenvolvimento, o resultado final é muito melhor — e se houver algum impacto no tempo de entrega, ele será positivo.

Controle as rotas em tempo real

Com um software de gestão implementado, é possível controlar as rotas do desenvolvimento em tempo real. Isso faz com que pequenos atrasos no projeto sejam rapidamente identificados e as ações corretivas sejam tomadas. Um segundo impacto é visto na execução das sprints.

Sua empresa pode atuar com projetos que têm início e fim ou com aqueles que adotam melhoria contínua. No projeto fechado, o processo é particionado em pacotes de trabalho para, depois, ser dividido em sprints.

Se a escolha for pela continuidade na otimização do projeto, a metodologia Scrum faz a incrementação de novas sprints conforme as solicitações do mercado. Cada ciclo de entrega é um novo pacote de trabalho (e uma nova sprint).

Defina um planejamento estratégico

O planejamento é crucial para que, antes do início do desenvolvimento, sejam definidas as etapas do projeto e os responsáveis, assim como o tempo necessário para entrega. Com uma ferramenta de gestão, o processo é particionado com mais facilidade, sem que o prazo seja comprometido.

Antigamente, um projeto era feito com, no máximo, uma entrega parcial. Com a divisão em sprints, essa entrega é feita com maior frequência. O planejamento serve também para estabelecer o número inicial de sprints necessárias, pois cada uma delas permite que o cliente teste o produto e envie um relatório com sugestões de melhoria.

Os ciclos se tornam cada vez menores e o cliente participa do desenvolvimento como um todo, elevando a qualidade do produto e reduzindo prazo e custo.

Os benefícios de uma boa gestão de processos

As práticas voltadas à otimização da entrega permitem uma visão mais detalhada dos processos. Isso faz com que sua empresa ganhe em controle e monitoramento de cada etapa. O resultado é a possibilidade de encurtar os prazos sem comprometer a qualidade e o custo do serviço.

Consequentemente, sua empresa ganha em credibilidade junto aos clientes. A transparência no desenvolvimento mostra a qualidade em seus processos — o cliente é capaz de ver o trabalho em detalhes e dar sugestões ao longo do andamento dos projetos.

A segurança que isso traz para quem solicita um software é enorme. Antes, o produto final só era visto após a entrega. Hoje, o tempo é reduzido, o custo é menor e a qualidade está muito além das expectativas. Afinal, em cada etapa do processo o cliente poderá avaliar se as funções entregam o que ele espera.

Como você pôde ver, é possível criar um alicerce eficiente para o andamento de seus projetos, otimizando a qualidade de entrega e reduzindo prazos e custos. Coloque essas dicas em prática e veja como elas geram ainda mais valor para o produto e os negócios!

Gostou do post? Então, veja também nosso artigo sobre os principais KPIs para controle de qualidade e produtividade no desenvolvimento de software!