Experimente Grátis

Como utilizar a metodologia Kanban no desenvolvimento de softwares?

Equipe Cronapp

03/01/2018

Como utilizar a metodologia Kanban no desenvolvimento de softwares?

Você conhece a metodologia Kanban? Criada pela Toyota, ela foi responsável por auxiliar vários negócios a terem um fluxo de trabalho mais eficiente e alinhado com as demandas de seus clientes.

No mercado atual, em que as rotinas de desenvolvimento devem ser estruturadas para garantir o máximo de agilidade e qualidade para o trabalho dos times, uma boa metodologia é crucial. Neste sentido, a metodologia Kanban deve ser vista com atenção pelos gestores. Ela facilita a criação de um fluxo de trabalho de alta qualidade, capaz de entregar resultados dentro do prazo e livre de falhas.

Se você quer saber mais sobre ela, continue a leitura e confira!

O que é a metodologia Kanban

A metodologia Kanban foi criada pela Toyota como uma forma de melhorar o processo de fabricação de veículos. Antes da sua aplicação, era comum a cadeia operacional ter um grande número de erros, que elevavam os custos e reduziam o nível de produtividade.

Para solucionar este tipo de problema, a Kanban foi criada. Ela não só otimizou processos, mas também reduziu o desperdício de recursos e tornou a rotina de trabalho mais ágil e eficaz.

Como consequência, a entrega de produtos ganhou mais agilidade e precisão. A empresa foi capaz de garantir um nível de qualidade uniforme para toda a sua cadeia operacional e, assim, aumentar a sua competitividade.

Diante da possibilidade de levar essas melhorias para outras áreas, a metodologia Kanban passou a ser incorporada em outros setores. No desenvolvimento de softwares, por exemplo, ela conseguiu criar um ambiente mais flexível e ágil.

Isso fez com que a Kanban se tornasse parte daquilo que vemos como as metodologias ágeis. Elas são uma forma de trabalho que ajuda times a conversarem melhor e, assim, atingirem as suas metas com facilidade.

Em outras palavras, no ambiente ágil, os times atuarão com alta integração, trocando dados e solucionando problemas de maneira colaborativa. Isso evita conflitos e melhora o nível de inovação, uma vez que as escolhas serão feitas com mais pessoas pensando no melhor caminho a ser tomado.

Como a aplicação desta metodologia influencia processos de desenvolvimento de software

As metodologias ágeis, como apontamos acima, são conhecidas pela sua capacidade de ampliar o nível de produtividade no ambiente corporativo. Mas, no caso da Kanban, os benefícios vão além.

A principal diferença da implementação da Kanban em relação a outras metodologias ágeis é a sua simplicidade. A maneira de gerenciar a execução de atividades (por meio de um grande quadro com peças que se movimentam de acordo com o progresso das tarefas que forem feitas) agiliza a gestão de rotinas e torna o trabalho do gestor mais simples.

Não há a necessidade de realizar múltiplas reuniões. Como consequência, os profissionais podem ficar focados em entregar resultados.

Além disso, o tempo gasto revisando rotinas cai drasticamente. Uma vez que todas as metas estão dispostas em um único local, de fácil leitura, os membros do projeto podem identificar as demandas pendentes e em execução rapidamente. Desta forma, profissionais poderão focar mais na entrega de resultados e na busca por um trabalho de qualidade.

Com uma priorização mais eficaz das atividades de cada etapa do projeto de desenvolvimento de um software, a empresa também conseguirá melhorar o uso de seus recursos. Rotinas secundárias passarão a ser executadas apenas quando os pontos mais importantes forem finalizados.

No cenário atual, priorizar o projeto corretamente se tornou algo chave. Quando a companhia não consegue identificar quais são as demandas que exigem mais agilidade, há uma grande chance de os profissionais terem problemas para lidar com imprevistos ou atenderem os prazos. Portanto, a Kanban também pode ser vista como uma forma de tornar o ambiente de trabalho mais inteligente e conectado com as necessidades do usuário.

A metodologia Kanban pode ser utilizada, por exemplo, nos processos de atualização e correção de bugs e falhas de segurança de um software. Neste caso, há a necessidade de o time responsável pela manutenção do código-fonte atuar com presteza, eliminando problemas com agilidade e de acordo com o impacto que cada falha causa na experiência do usuário. Assim, quem utiliza a aplicação ficará menos tempo exposto a falhas graves.

Os profissionais que executarem os processos de correção terão um ambiente integrado a fim de solucionar dúvidas, rastrear a origem de problemas e definir qual é o melhor caminho para eliminar a falha. Os ajustes serão feitos com precisão, priorizando os que podem causar um impacto mais significativo no dia a dia de cada usuário. Desta forma, o tempo necessário para otimizar a ferramenta cairá drasticamente.

Os princípios da metodologia Kanban

Quando a empresa busca a metodologia Kanban para desenvolver os seus sistemas, uma série de mudanças deve ser aplicada no seu ambiente de trabalho. Elas têm como objetivo otimizar a rotina de produção de aplicações e, assim, agilizar a entrega de produtos. Porém, graças à maneira como esta metodologia é estruturada, a sua integração na rotina de cada time torna-se mais simples e prática.

Em geral, para fazer uso do Kanban, a empresa deve seguir um conjunto de princípios básicos. Confira cada um abaixo!

Priorizar rotinas

Este é um ponto muito importante. A priorização é uma das bases da metodologia Kanban. Ela garante que a orientação dos trabalhos seja feita da melhor forma possível e, além disso, obtenha melhores resultados.

Portanto, sempre faça análises para identificar quais são as atividades mais importantes para cada processo. Deste modo, será mais fácil definir o que deve ser executado primeiro e quais são os objetivos secundários.

Entender a necessidade de evoluir

A empresa deve buscar otimizar as suas atividades. Portanto, a cada etapa, o time precisa buscar pontos que necessitam de melhorias e que possam ser replicados em outras áreas. Desta maneira, o nível de qualidade no ambiente de trabalho sempre será o melhor possível.

Respeitar a hierarquia interna

A hierarquia também deve ser respeitada. Isso implica que cada um deve conhecer as suas responsabilidades e metas nos projetos de desenvolvimento. Além disso, é importante que cada profissional saiba quem deve ser procurado em caso de problemas ou dúvidas, garantindo mais qualidade ao projeto.

Incentivar a liderança

A liderança é crucial para incentivar os profissionais a terem melhores resultados. Ela é responsável por direcionar as responsabilidades, incentivar os times e garantir que todos atuem de modo integrado.

Portanto, sempre garanta que os seus profissionais sejam grandes líderes. Trabalhe para que os gestores mantenham uma comunicação unificada, clara e objetiva. Assim, eles conseguirão engajar a equipe e manter todos unidos em busca de objetivos comuns.

Incentivar a autonomia dos profissionais

Times e profissionais com autonomia são mais ágeis. Portanto, a empresa deve garantir que os seus profissionais tenham a liberdade e a capacidade de executar as rotinas da melhor forma possível e tomar decisões quando for necessário. Isso pode fazer a diferença, por exemplo, na resolução de um imprevisto: se há autonomia, a falha poderá ser solucionada rapidamente sem que um longo processo burocrático seja executado.

Para que isso seja feito sem comprometer a qualidade dos processos internos, invista no treinamento da equipe. Tenha um time com boas ferramentas e um conhecimento alinhado. Dessa forma, você terá a certeza de que todas as decisões tomadas de modo autônomo estarão em conformidade com a missão do negócio.

A metodologia Kanban deve ser vista como um processo de trabalho contínuo. A melhora destes processos deve ser incentivada sempre, reduzindo o número de erros e tornando as atividades mais fluidas. Assim, a companhia pode atingir os resultados esperados e conseguir atuar de maneira estratégica para solucionar problemas de clientes com ferramentas inteligentes e inovadoras.

As diferenças entre a metodologia Kanban e o Scrum

Além da metodologia Kanban, outra forma de reduzir o desperdício nos processos de desenvolvimento é utilizando o Scrum. Por isso, muitos gestores ficam em dúvida sobre qual é a melhor escolha para o seu projeto. Veja as diferenças entre os dois abaixo!

Distribuição de responsabilidades

No Kanban, não há papeis pré-definidos para os times. Todos são incentivados a colaborar para atingir os resultados esperados e há, também, uma maior autonomia na tomada de decisões.

Já no Scrum, os times têm responsabilidades definidas desde o planejamento. O Scrum master é responsável por definir prioridades, enquanto o Produtct owner cria os objetivos e metas para o time responsável pelos processos.

Timeline do projeto

No Scrum, as etapas são chamadas de sprint. Cada sprint é um pequeno tempo em que uma tarefa deve ser executada e revisada.

Na metodologia Kanban, as metas são entregues em um fluxo de trabalho pautado pela necessidade do cliente. Em outras palavras, há uma entrega contínua de resultados.

Priorização

Se a empresa tem uma rotina orientada pela metodologia Kanban, cada tarefa é iniciada após o fim de uma rotina. O Scrum usa uma estratégia semelhante, mas com um conjunto de atividades sendo executadas a cada etapa.

Tratamento de mudanças

Na metodologia Kanban, há uma maior flexibilidade em relação a mudanças durante o projeto. Em outras palavras, interações e melhorias podem ser feitas ao longo de cada etapa, garantindo que o resultado final seja mais alinhado com as demandas do cliente. Esse fator também contribui para a melhoria do resultado, uma vez que mudanças no mercado podem sempre definir novos objetivos para o trabalho do time.

Já no Scrum, as mudanças durante o projeto são pouco recomendadas. Em outras palavras, a estrutura dessa metodologia não incentiva a capacidade de um time aceitar alterações em seus objetivos.

Diante dessas características e diferenças, muitos gestores costumam recomendar o Scrum para cenários em que os times têm um conjunto de prioridades estável e bem estabelecido. Ou seja, essa metodologia funciona melhor em um ambiente de trabalho com menos chances de mudanças ao longo do projeto.

Já o Kanban pode ser visto como a metodologia ideal para cenários em que a empresa trabalha com múltiplos objetivos. Os times terão o suporte necessário para lidar com alterações sem que isso comprometa o seu trabalho ou os resultados finais.

Gerando mais agilidade e produtividade para o time de TI

A utilização da metodologia Kanban pode trazer vários benefícios para a rotina de desenvolvimento de software de uma empresa. Cada ciclo passará a ser mais curto, dando mais agilidade para a entrega de recursos ao usuário.

A gestão de prioridades também é beneficiada. A companhia conseguirá acompanhar o desenvolvimento de cada processo com alta precisão e simplicidade. Dessa forma, gestores conseguem identificar rapidamente gargalos operacionais e realizar mudanças antes que cada problema cause um profundo impacto na rotina dos profissionais.

Os projetos terão, em geral, maior valor agregado. A empresa terá times motivados, que atuam lado a lado  a fim de solucionar as suas falhas e, por meio de métodos inovadores, atendem às demandas externas. Junto a isso, há uma constante redução de custos, uma vez que o manejo dos recursos operacionais será feito com mais eficiência.

Isso permitirá ao negócio atuar de maneira estratégica e com alta competitividade. Projetos de desenvolvimento de sistemas se tornarão mais previsíveis e com um nível de qualidade elevado. Times poderão controlar cada etapa de forma individual, reduzindo o número de atrasos a médio e longo prazo. E com uma rotina mais ágil, a metodologia Kanban traz para a companhia a certeza de que as demandas de clientes e parceiros comerciais serão executadas com facilidade e dentro dos prazos acordados.

Em processos de desenvolvimento de sistemas, a escolha da metodologia a ser utilizada é um ponto chave para o sucesso da iniciativa. A forma como a companhia vai gerenciar e executar cada etapa terá um impacto direto nos resultados da empreitada, além de influenciar diretamente nas prioridades que serão dadas no momento em que todos estiverem planejando o software.

Cada metodologia tem um foco. Há aquelas que buscam mais confiabilidade e segurança para uma aplicação, mesmo que isso sacrifique a capacidade de o time entregar produtos rapidamente. Já outras funcionam melhor em ambientes controlados, em que as chances de mudanças ocorrerem são mínimas.

A metodologia Kanban faz do ambiente de desenvolvimento os fatores que levaram uma das principais empresas de automóveis do mundo a ser competitiva em escala global. Ela garante que os times conseguirão executar as suas atividades com um direcionamento voltado para as demandas do usuário. Assim, será possível entregar resultados de alta qualidade, dentro do prazo esperado e com baixo nível de erros.

Viu como a metodologia Kanban tem causado um grande impacto no ambiente de trabalho de vários negócios? Se você quer saber mais sobre etse tema e as futuras postagens do blog, assine a nossa newsletter!

Powered by Rock Convert

Artigos recentes

Outsourcing de TI: confira a seguir 8 razões para busca-lo!

8 razões para buscar o Outsourcing de TI!

25/04/2019

Entenda como funciona o mercado low-code

23/04/2019

App responsivo: veja 5 motivos para investir nessa inovação!

5 motivos para investir em um app responsivo

18/04/2019

Artigos recentes

Outsourcing de TI: confira a seguir 8 razões para busca-lo!

8 razões para buscar o Outsourcing de TI!

25/04/2019

Entenda como funciona o mercado low-code

23/04/2019

App responsivo: veja 5 motivos para investir nessa inovação!

5 motivos para investir em um app responsivo

18/04/2019