Experimente Grátis

Entenda porque sua empresa deve ser data driven hoje em dia

Equipe Cronapp

27/08/2018

data driven

O uso de dados no ambiente corporativo revolucionou a forma como empresas estruturam os seus processos. Chamados de data driven, os negócios que apresentam a análise de dados integrada às suas principais rotinas têm um lugar de destaque no mercado, seja pelo seu alto nível de inovação, seja pela sua capacidade de inovar e estar sempre à frente dos concorrentes.

Quer saber mais sobre o tema e como tornar as rotinas do seu negócio data driven afeta a sua rentabilidade? Então veja o nosso post abaixo!

O que é ser uma empresa data driven?

Uma empresa data driven é aquela que utiliza dados em seus processos críticos. Isso pode ser utilizado para tomar decisões mais precisas, evitar erros e otimizar rotinas e serviços, tornando-os mais competitivos.

Em outras palavras, a criação de uma cultura operacional movida a dados tem como objetivo eliminar riscos e garantir que a empresa seja mais inovadora e competitiva. Com processos definidos a partir das demandas do mercado, o empreendimento consegue ter uma melhor performance, além de tornar o seu portfólio de serviços e produtos mais atraente.

Porém, ainda que a ideia da análise de dados atualmente esteja associada ao Big Data, uma operação data driven não deve ser confundida como uma operação que é baseada apenas nessa tecnologia. A análise de dados pode utilizar um número de informações que não exija um software de Big Data para atingir os resultados esperados, ainda que esse tipo de ferramenta possa ser útil em vários cenários.

Como se tornar uma empresa data driven?

A criação de uma cultura de trabalho que torne a empresa data drive pode se valer de várias estratégias. Em conjunto, elas levam a análise de dados ao centro das rotinas do empreendimento, permitindo que todos os profissionais atuem com mais qualidade e foco nas demandas do mercado.

Para que isso seja possível, é preciso definir uma rotina de análise de dados que foque em fatores como:

A partir de pontos como os listados acima, os analistas saberão quais dados utilizar em seus processos de avaliação de performance. A análise de dados, em outras palavras, será mais precisa e inteligente. E, conforme ela passa a ser definida com mais exatidão no dia a dia da companhia, as chances de erros ocorrerem será muito menor.

É importante que a análise das informações sempre tenha um foco no público-alvo da empresa e na necessidade de otimizar rotinas. O empreendimento precisa alocar recursos, definir políticas de gestão e processos que busquem sanar as demandas dos seus consumidores.

Nesse cenário, a análise de dados terá um papel-chave: ela orientará os profissionais a definirem um modo de trabalho mais eficaz e com um direcionamento de muito mais qualidade.

Quais são as vantagens de adotar essa estratégia?

Manter uma rotina de trabalho baseada em dados modifica profundamente a forma como a empresa executa os seus processos. As rotinas de tomada de decisão, por exemplo, se tornam mais capazes de identificar o que é necessário para atingir os resultados esperados. Ao mesmo tempo, os processos tornam-se mais econômicos e ágeis.

Veja abaixo algumas das vantagens de utilizar processos data driven!

Serviços com maior alinhamento com as demandas de clientes e parceiros comerciais

Uma empresa que conta com procedimentos de definição de estratégias de mercado data driven consegue otimizar com alta precisão os seus processos. O empreendimento poderá avaliar a percepção que os consumidores têm dos seus produtos e serviços a partir da análise de reviews, posts em redes sociais e informações coletadas pelos serviços de atendimento.

Com esses dados processados, a companhia pode diminuir os seus riscos e criar produtos mais competitivos. Todo o portfólio de mercadorias e serviços da companhia será feito a partir das demandas e do perfil do seu público-alvo. Assim, as chances de um novo item atingir o sucesso comercial esperado tornam-se muito mais altas.

Tomadas de decisão mais eficazes

As rotinas de tomada de decisão fazem parte do dia a dia de qualquer empresa. Diariamente, gestores fazem escolhas que podem impactar diretamente no futuro (e no sucesso) da companhia. Portanto, é fundamental que essas escolhas sejam bem baseadas.

Quando o empreendimento toma decisões apoiadas em feeling, as chances de elas darem errado são altas. A companhia terá informações fracas para basear as suas escolhas e definir qual o melhor caminho tomar, o que pode levar a erros e baixo retorno sobre os investimentos executados.

Nesse cenário, o direcionamento dos processos de tomada de decisão para uma rotina baseada na análise de dados auxilia o empreendimento a ter melhores resultados no futuro. As escolhas feitas pela empresa se tornam mais precisas e muito mais capazes de atingir os objetivos esperados em médio e longo prazo.

Isso colocará todos os investimentos, por exemplo, em um lugar de destaque. Vamos supor que a empresa pretende investir em uma tecnologia como a cloud híbrida. Ao longo do processo de escolha por qual investimento executar, a companhia utilizará um grande conjunto de informações para definir qual solução consegue trazer o melhor retorno possível sobre o investimento, evitando prejuízos e aumentando a sua performance facilmente.

Maior capacidade de prever tendências de mercado

A capacidade de um negócio prever as principais tendências do mercado está diretamente ligada ao seu nível de competitividade. Quando o empreendimento consegue compreender os movimentos que o seu setor tomará, ele pode preparar serviços mais alinhados com as futuras necessidades de seu público-alvo.

A companhia será mais competitiva e capaz de atender com agilidade às necessidades de seus consumidores. Ou seja, o empreendimento poderá conquistar mais oportunidades de negócio em médio e longo prazo.

Em resumo, a busca por uma empresa data driven torna todas as áreas do empreendimento mais inteligentes e inovadoras. A companhia consegue otimizar melhor as suas rotinas e se preparar com mais antecedência para as tendências do mercado. Assim, a capacidade de atender às demandas dos consumidores e parceiros comerciais com boas rotinas de tomada de decisão será muito maior.

Gostou do nosso post sobre empresas data driven e quer receber outras dicas sobre esse e outros temas? Então siga-nos no Twitter, YouTube, Facebook, LinkedIn, Google+ e Instagram!

Artigos recentes

O que são, como funcionam e para que servem os microsserviços?

22/03/2019

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

20/03/2019

Artigos recentes

O que são, como funcionam e para que servem os microsserviços?

22/03/2019

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

20/03/2019