Experimente Grátis

Ferramentas para desenvolvimento de aplicativos mobile

Equipe Cronapp

05/10/2017

Ferramentas para desenvolvimento de aplicativos mobile

Nos últimos anos, o mundo passou por uma verdadeira revolução no que diz respeito ao acesso a dispositivos móveis. Hoje, eles fazem parte de nossas vidas e grande parte de nossas atividades são mediadas pela tecnologia. Isso fez com que surgissem diversas ferramentas para otimizar o desenvolvimento de aplicativos mobile.

Entretanto, essa variedade de opções cresce num ritmo acelerado e é comum que surjam dúvidas sobre quais são as mais eficientes para cada projeto. Pensando nisso, falaremos aqui sobre algumas das principais ferramentas, além de mostrar de que forma elas ajudam o desenvolvedor a criar um app que ofereça uma boa experiência ao usuário, com interface responsiva, ágil e atraente. Confira!

Aplicações nativas e aplicações híbridas

Para começar, é interessante fazer uma avaliação das necessidades do programa a ser desenvolvido. Muitas vezes, a solução pode ser voltada para uma única plataforma, o que nos leva à utilização de ferramentas que possibilitam o desenvolvimento em código nativo.

Sua principal vantagem é otimizar o desempenho da aplicação, já que ela será compilada na mesma linguagem de máquina utilizada pelo sistema operacional. Se o app em questão será rodado apenas em iOS, por exemplo, o desenvolvimento em código nativo é mais indicado.

Entretanto, na maioria dos casos, é necessário atender a uma demanda de uso em diferentes plataformas. Para tanto, é interessante optar por trabalhar em uma aplicação híbrida.

O Apache Cordova, por exemplo, é um framework para desenvolvimento híbrido que viabiliza uma solução multiplataforma. Ele permite a utilização de linguagem HTML, CSS e Javascript, como em uma aplicação Web. Posteriormente, o código é distribuído para ser executado como aplicação nativa, em vez de rodar apenas pelo navegador.

Isso facilita o trabalho de quem está focado em plataformas como iOS, Android e Windows Phone, as mais utilizadas nos dispositivos móveis.

Esse é apenas um exemplo dos muitos casos em que o desenvolvimento híbrido pode ser vantajoso para aplicativos mobile. O ideal é fazer uma análise dos objetivos de seu app e verificar qual estratégia o atende melhor.

A importância da responsividade e da usabilidade

O grande sucesso do iPhone, desde suas primeiras versões, não é resultado apenas de um hardware de qualidade. A Apple revolucionou a forma como os desenvolvedores enxergavam os usuários, passando a dar foco especial à facilidade de uso dos aplicativos. Estamos falando de usabilidade e responsividade.

É fundamental desenvolver aplicações cujo uso seja intuitivo. Isso significa que o usuário não precisa ler todo um manual de instruções para aprender a mexer no app — ele é autoexplicativo.

Além disso, lembre-se que existem incontáveis variações de configuração entre cada um dos dispositivos utilizados. Por isso, o aplicativo responsivo é aquele que se adapta ao formato do smartphone, do tablet ou do computador. Não se preocupe: uma boa ferramenta para desenvolvimento vai ajudá-lo com essa função.

O CronApp oferece a opção de configurar um formato de portabilidade para que seu aplicativo mobile se adapte a diferentes dispositivos.

Vantagens de desenvolver um aplicativo multiplataforma

Essa capacidade de ser rodado em diferentes sistemas operacionais é o que caracteriza um aplicativo como multiplataforma. Trata-se de uma estratégia bastante interessante para quem busca ampliar o alcance das soluções que desenvolve, já que a variedade de plataformas mobile é grande.

O Apache Cordova, citado anteriormente, é um exemplo de ferramenta bastante utilizada para dar suporte ao desenvolvimento desse tipo de aplicação. Uma das principais vantagens é que o custo de manutenção é reduzido drasticamente, já que não há a necessidade de corrigir bugs e realizar ajustes individualmente para cada um dos códigos.

Por meio de uma única ferramenta, você pode desenvolver o aplicativo e obter o código nativo para cada plataforma na qual ele será rodado. Além disso, ele unifica o ambiente de desenvolvimento de layout e o do código-fonte. As etapas do processo passam a se conectar, facilitando o trabalho do desenvolvedor.

É claro que é importante ter cuidado ao concluir o projeto, já que cada plataforma pode apresentar particularidades que exijam um ajuste mais fino antes da implementação. Ainda assim, a agilidade e qualidade na criação do código é bastante satisfatória.

Outro benefício que devemos destacar é a facilidade para atualizar o aplicativo. Afinal, um único código deve ser gerado, a menos que o motivo da atualização seja um bug específico de uma das plataformas e exija um tratamento diferenciado. Ainda assim, o mais comum é que problemas possam ser resolvidos de maneira geral.

Vale lembrar que esse não é o único motivo de atualização de aplicativos. Muitas vezes, buscamos implementar uma melhoria e “renovar” o código é a forma mais simples e rápida de fazer isso.

As facilidades da programação visual

programação visual é uma ferramenta tão interessante que diversos cursos a utilizam como metodologia para ensino de lógica de programação. Basicamente, o programador não precisará atuar diretamente na criação de códigos para que o aplicativo seja desenvolvido. Com uma interface específica, é possível criar tanto o layout quanto designar funções para o aplicativo sem digitar linhas de comando.

Essa tendência vem crescendo até mesmo entre usuários que desejam desenvolver jogos básicos por si mesmos. O Blockly, por exemplo, oferece elementos visuais interativos, templates e modelos visuais para que o programador não precise decorar centenas de linhas de código. Basta arrastá-los e distribuí-los no layout conforme desejado.

É como se uma linguagem de programação de mais alto nível fosse sobreposta às linguagens básicas. O desenvolvedor cria o aplicativo de forma mais dinâmica e a ferramenta gera o código por trás desse modelo.

Metodologias que aumentam sua produtividade

Algumas ferramentas de desenvolvimento possuem uma característica especial que é a de aumentar a produtividade. Isso é possível pois a metodologia utilizada pelo desenvolvedor passa a funcionar de forma otimizada. Com o CronApp, por exemplo, não é preciso se preocupar com questões como o provisionamento de servidores ou a criação de bancos de dados.

O uso inteligente dos recursos dá mais agilidade ao processo e garante um desempenho melhor. A própria programação visual faz com que diversas etapas do desenvolvimento do código, principalmente as ligadas à identificação de bugs, sejam descartadas. A ferramenta gera o código automaticamente em um segundo plano, enquanto o programador foca na parte visual e funcional do aplicativo.

Por isso, é fundamental avaliar sua metodologia atual para identificar de que forma uma ferramenta de desenvolvimento pode dar mais qualidade para seus aplicativos mobile, além de reduzir os custos do processo de criação. Elas já são uma realidade e prometem revolucionar a vida dos programadores.

Gostou do post? Então compartilhe nas redes sociais e mostre essa novidade a seus colegas!

Artigos recentes

O que são, como funcionam e para que servem os microsserviços?

22/03/2019

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

20/03/2019

Artigos recentes

O que são, como funcionam e para que servem os microsserviços?

22/03/2019

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

20/03/2019