Experimente Grátis

Freelancer de desenvolvimento: um panorama geral sobre o mercado

Equipe Cronapp

29/08/2018

freelancer de desenvolvimento

Para algumas pessoas, trabalhar de casa pode ser um sonho distante. Mas se você é desenvolvedor, isso está muito mais perto do que imagina. Se sua ideia é aprender, ser ágil e ainda ganhar bem para isso, leia este texto!

Vamos falar sobre as vantagens de ser freelancer de desenvolvimento, quais as linguagens estão em alta e onde procurar trabalho. Você vai sair daqui sabendo não apenas isso, mas também quanto um freelancer costuma ganhar. Ficou curioso? Então vamos lá!

Vale a pena ser freelancer de desenvolvimento?

Já vamos dar a resposta de cara: sim! Com os avanços tecnológicos que acontecem todos os dias, trabalhar como freelancer é uma realidade, até mesmo no Brasil. Hoje é possível criar sites e programas no conforto de sua casa ou em espaços de coworking, algo impensável há pouco tempo.

Como o país ainda vive resquícios de uma crise profunda, o mercado de trabalho para esse tipo de profissional se tornou ainda mais atrativo. Sendo uma função informal, há um grande espaço para pessoas desse ramo atuarem.

Uma das portas de entrada para o mundo do empreendedorismo é por meio da programação. Como não existem os custos de direitos trabalhistas, esse tipo de profissional tende a ganhar muito mais, além de ter sempre uma oportunidade.

O que os números dizem?

Se formos analisar as estatísticas sobre o mercado, veremos que elas só confirmam essa tendência. De acordo com o site Freelancer.com, houve um aumento de 566% em desenvolvimento na linguagem Swift em 2015. Boa parte desse número foi originado por quem faz freelancer de desenvolvimento para iOS.

De lá para cá, esses números só melhoraram. Ainda de acordo com o Freelancer.com, do “top 10” de áreas mais em alta para freelancers, a programação está em 50% dos casos. Seja em JavaScript, HTML ou PHP, há um mercado em ebulição à procura de bons profissionais.

Por falar em números e linguagens de programação, é possível ter uma ideia de quanto cobrar por cada freela com o auxílio de algumas ferramentas, como a Calculadora Freela. Isso pode ajudar a saber se vale a pena ou não ser um freelancer. Fica a dica!

Quais as vantagens?

Algo que mais convence pessoas a fazer freelancer de desenvolvimento tem sido o grande número de vantagens envolvidas. A primeira delas é a flexibilidade. Sendo seu próprio chefe, você define horários próprios, agenda e ferramentas. É possível trabalhar em casa, escritórios externos ou na beira da praia. Já pensou?

Pais ou pessoas com muitos afazeres podem definir melhor a rotina, fazendo coisas que seriam impossíveis sendo empregado. Além disso, o retorno financeiro tende a ser melhor. Quem contrata quer alguém que domine as tecnologias que está desenvolvendo.

Com o mercado completamente aberto, a tendência é que os salários sejam altos. Afinal, é necessário haver alguma vantagem para atrair a atenção dos bons profissionais. Outro ponto que acaba sendo muito útil é a possibilidade de ter diferentes clientes e projetos.

Sendo freelancer, você pode se envolver com mais de um cliente, sem correr o risco de ser penalizado. Claro, para que dê certo, é importante ter uma agenda equilibrada e coesa. Por sorte, existem inúmeras ferramentas que ajudam nesse processo.

Se você gosta de ser bem organizado, vale a pena alinhar o uso dessas ferramentas com as que impulsionam o negócio. Assim, é possível ter um bom aparato técnico para sustentar as suas operações.

Quais linguagens estão em alta?

Se a sua dúvida é com o que trabalhar, vamos ajudar. Para ser um freelancer de desenvolvimento, é necessário escolher a ênfase com a qual você quer trabalhar. Por exemplo, se você quiser ser um desenvolvedor web, existem três frentes em que isso pode ser realizado.

Nesse campo, linguagens como JavaScript, PHP e C# estão muito em alta. Em especial o JavaScript, que tem sido cada vez mais adotado por empresas de todos os portes. Até mesmo empresas titânicas têm mudado todo o seu backend para a linguagem, por exemplo. Logo, saber JS pode ser uma ótima oportunidade de se tornar freelancer.

Caso a sua praia seja os dispositivos móveis, é possível conseguir vagas com Swift, Objective C, C#, Scala e outras inúmeras linguagens. Apesar de serem apenas duas as plataformas dominantes (Android e iOS), existe uma série de tecnologias que podem ser usadas na criação de soluções mobile.

Agora, se você gosta de tendências do mercado e inovação, também há espaço para programadores. Áreas como IoT e impressão 3D estão com tudo e precisam de pessoas que desenvolvem soluções focadas nesses nichos. Sendo assim, vale a pena correr atrás desses assuntos!

Quanto ganha um freelancer?

Essa pergunta é um pouco difícil de responder porque existem casos e casos. Mas, em termos gerais, o prognóstico é positivo para quem é freelancer de desenvolvimento. Algumas matérias dizem que desenvolvedores móveis ganham R$170 por hora, em média.

Para desenvolvedores fullstack, a média tem girado em torno de R$80 a cada hora trabalhada. Se você for para a área de SEO e Marketing Digital, os preços ficam na altura de R$110/hora. Já dá pra ver que são salários acima da média do mercado, concorda?

Isso só comprova a vantagem monetária em ser um freelancer de desenvolvimento!

Onde encontrar freelas como desenvolvedor?

Se antigamente era necessário enviar currículos para conseguir oportunidades, hoje as vagas como freelancer estão a poucos cliques de distância. Alguns sites são muito bons e vamos falar um pouco deles para você!

O primeiro é o Workana. Ele é interessante porque tem uma forte presença na América Latina, sendo uma ótima opção para quem fala espanhol ou procura algo nessa região. Ele também atende países da América do Norte e Europa, mas em menor escala.

No Brasil, temos o Trampos.co, que oferece tanto freelas em desenvolvimento como vagas fixas, a maioria das posições focadas em desenvolvimento. Se a sua ideia é ir para países de primeiro mundo, existe o Freelancer.com, que conecta o usuário a clientes dessas regiões.

Outra opção é o Toptal, que tem a ousada proposta de abrigar 3% dos melhores freelancers do mundo. E aí, encara o desafio?

Como deu para ver, ser freelancer de desenvolvimento é algo possível e próximo da sua realidade. Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto e precisa de ajuda, fale conosco pelos comentários. Estamos aqui para ajudar com o que for possível!

Artigos recentes

6 motivos para sua empresa adotar uma estrutura low code

17/01/2019

Conheça 5 ferramentas para aprender a programar

16/01/2019

Alta produtividade

Como empreendedores podem ter alta produtividade com software de tecnologia?

10/01/2019

Artigos recentes

6 motivos para sua empresa adotar uma estrutura low code

17/01/2019

Conheça 5 ferramentas para aprender a programar

16/01/2019

Alta produtividade

Como empreendedores podem ter alta produtividade com software de tecnologia?

10/01/2019