Experimente Grátis

Já ouviu falar em PaaS? Entenda melhor o funcionamento da Plataforma como Serviço

Equipe Cronapp

18/02/2019

Já ouviu falar em PaaS? Entenda melhor o funcionamento da Plataforma como Serviço

Depois do sucesso do SaaS (Software as a Service), que entrega sistemas como serviço via nuvem, estamos alcançando uma nova era de evolução das tecnologias de cloud computing. Já ouviu falar em PaaS? Esta solução pode facilitar a sua vida e a de muitos outros, principalmente dos que são desenvolvedores de softwares e aplicações, pois estes podem ser hospedados na nuvem e os serviços que oferecem, vendidos por meio de plataformas digitais.

Se ainda não conhece a tecnologia, este post é para você. Então, descubra a partir de agora o que é PaaS, como o método funciona e quais vantagens apresenta!

O que é PaaS?

A sigla PaaS é a abreviação do termo “Platform as a Service”, em inglês, que significa “Plataforma como Serviço”. Trata-se de uma nova tecnologia de cloud computing, que fornece um ambiente digital devidamente estruturado, com espaços e ferramentas necessários para os programadores criarem e hospedarem suas próprias aplicações na internet.

Ou seja, as fases de desenvolvimento, testes, implementações, hospedagem, venda de funcionalidades como serviço, assim como prestação de atendimento e suporte técnico, podem ser realizadas usando apenas um link no navegador da web. Isso deixa tudo mais prático tanto para os criadores de soluções virtuais quanto para os seus usuários.

Como funciona a PaaS?

O ambiente na nuvem é estruturado e mantido por um provedor de serviços de cloud computing. Ao escolher o plano ideal, o usuário ganha acesso, por meio de login e senha, ao espaço com as ferramentas e funcionalidades inclusas no pacote, pagando um valor fixo mensal e outro variável, caso tenha necessidade de utilizar mais recursos. Ou seja, os serviços são cobrados com base num modelo de assinatura, e os usuários pagam somente pelo que usam.

O compartilhamento de infraestrutura subjacente permite economia de escala, e os programadores podem criar seus próprios métodos de produção, incluindo processos sequenciais de desenvolvimento, testes e implementação. Tudo isso usando apenas um link de internet. A responsabilidade pela segurança digital, disponibilidade da plataforma, manutenções e atualizações é do próprio provedor.

Quais são as vantagens de usar uma PaaS?

As vantagens que a PaaS proporciona são muitas. Por isso, focamos nas mais importantes. As principais são:

Reduz os custos operacionais

Quando você opta por contratar um serviço de PaaS, ganha muita economia de custo, pois não terá mais a necessidade de investir na montagem e manutenção de uma infraestrutura física local.

Isso significa que a aquisição de equipamentos, como servidores, resfriadores de ambiente, unidades de armazenamento adicionais, switches e cabeamentos

não será mais necessária. Se você aluga um espaço estruturado para manter o próprio data center, a economia pode ser ainda maior.

Aumenta a produtividade

Um provedor de PaaS fornece uma estrutura com data centers duplicados. A intenção é criar redundância com servidores, rede de internet e rede de energia auxiliares. O método permite que a plataforma continue no ar mesmo que a estrutura principal tenha o seu funcionamento interrompido temporariamente.

Como consequência, a taxa de indisponibilidade cai e os usuários podem contar com uma plataforma de serviços funcionando praticamente 100% do tempo, o que resulta num aumento da produtividade. Mantida por um programador individual ou até mesmo por uma empresa, esta estratégia se torna dispendiosa. Por isso, a contratação do PaaS pode ser a solução mais econômica e inteligente para produzir mais e melhor.

Favorece a escalabilidade

Na medida em que o negócio cresce, você precisa de mais recursos, como espaço e funcionalidades. Uma estrutura própria, nestes casos, demandaria investimentos constantes em aquisições de hardwares, softwares e um local maior para suportar o crescimento. Tal operação pode envolver riscos e gerar custos com capacidade ociosa, principalmente se a demanda for sazonal.

Com o PaaS, isso não acontece, pois estamos falando de uma estrutura elástica, capaz de crescer e retrair conforme a demanda. Esta escalabilidade acontece de forma automática, assim que o provedor detecta a necessidade, ajustando o ambiente para ser capaz de suportar os altos volumes de acessos. A plataforma não sofre lentidões ou quedas, e o usuário continua pagando apenas pelo que usa.

Melhora a comunicação

Em muitos negócios voltados para a produção de softwares e aplicações, a comunicação entre os desenvolvedores é deficiente. Infraestruturas offline exigem que os profissionais estejam no local de trabalho para se comunicarem, e muita informação de valor pode ser perdida no processo.

Ao adotar o PaaS, o negócio pode implementar a UC, que é a Comunicação Unificada, e integrar a comunicação entre todos os profissionais envolvidos nos projetos. Todas as informações podem ser centralizadas e armazenadas em um banco de dados seguro e facilmente acessível para consultas posteriores. Um ambiente propício e único deve diminuir o ruído na comunicação interna.

Oferece mobilidade

Uma das maiores revoluções no trabalho de desenvolvimento de softwares é a possibilidade de ter equipes atuando de forma remota e integrada ao mesmo tempo. A PaaS permite isso, pois, como o acesso à plataforma é feito por meio de um link, não importa o local onde esteja ou horário, basta ter um notebook ou smartphone em mãos e um ponto de conexão com a internet para continuar trabalhando.

Estações de trabalho remota podem ser montadas e o monitoramento de desempenho individual dos profissionais pode ser executado de forma eficiente, mesmo a grandes distâncias, o que aumenta a produção enquanto o negócio reduz mais custos com infraestrutura física.

Gera integração

Empresas do ramo de criação e fornecimento de aplicações sempre tiveram dificuldades de lidar com os interesses divergentes entre suas equipes de desenvolvimento e de operações. E isso atrapalha a evolução do negócio. Entretanto, para mudar o cenário, a PaaS entrega um ambiente interativo e recíproco, em que programadores e profissionais de suporte atuam conjuntamente para entregar soluções imediatas e definitivas aos usuários.

É uma saída inteligente para dar início à implementação de uma cultura DevOps (Development and Operations) no negócio e promover uma colaboração mais profunda entre as equipes, com a formação de metas unificadas. Automaticamente, os profissionais devem se comunicar mais e compartilhar informações de valor entre si para alcançarem os objetivos juntos.

É mais seguro

Além de todas as vantagens mencionadas até aqui, a PaaS traz mais segurança do que um programador individual ou uma empresa com uma infraestrutura própria. Isso porque o provedor cria políticas de segurança com métodos complexos e interligados para dificultar ao máximo a invasão de hackers e perdas de informações.

Alguns exemplos são o uso de antivírus corporativo, antimalwares, sistemas de criptografia de senhas e dados, backups realizados automaticamente e de forma constante, e DRP (Disaster Recovery Plan — plano de recuperação de desastres).

Se o seu negócio é produzir, hospedar e vender aplicações, o uso do PaaS tornará este trabalho mais seguro e eficiente, além de passar uma imagem muito mais profissional para quem usa os seus serviços. Então, modernize-se e leve o seu negócio para um novo patamar de competitividade no mercado.

Gostou da novidade? Descubra agora quais são as principais plataformas de freelancers da atualidade!

Artigos recentes

O que são, como funcionam e para que servem os microsserviços?

22/03/2019

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

20/03/2019

Artigos recentes

O que são, como funcionam e para que servem os microsserviços?

22/03/2019

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Técnicas de Cloud Computing e BI: fique por dentro e tenha bons insigths

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

Como fazer a análise de viabilidade de projetos de aplicativos?

20/03/2019