Experimente Grátis

Como promover inovações nos negócios usando tecnologia?

Equipe Cronapp

29/11/2018

Como promover inovações nos negócios usando tecnologia?

É inegável o papel que a tecnologia tem na promoção de inovações nos negócios. Grande parte das empresas bilionárias que hoje existem só estão ativas em função das inovações das últimas décadas na área, como é o caso da Amazon, da Uber e do Airbnb.

Essas companhias se beneficiaram da computação na nuvem, do maior uso da internet e dos smartphones. Em conjunto, esses fatores tornaram a criação de novos serviços mais econômica e a sua expansão, mais fácil.

Além disso, a possibilidade de analisar mais informações otimizou a criação de estratégias e a personalização de ferramentas. Ficou curioso? Então veja, abaixo, como 6 empresas utilizaram a tecnologia para promover inovações nos negócios!

Airbnb

O Airbnb é uma empresa privada que faz parte da lista de companhias que compõem a economia compartilhada. Nela, pessoas comuns podem disponibilizar quartos, experiências turísticas ou mesmo casas e apartamentos completos para aluguel de curta temporada.

Em outros termos, o Airbnb tem o funcionamento semelhante ao de uma empresa de turismo. O site e o aplicativo mobile são um hub de acesso a quartos e casas que estejam disponíveis para turismo em uma cidade, assim como programas turísticos. Para se manter, a companhia obtém uma comissão a cada reserva, um receita que foi capaz de gerar um lucro de 2,6 bilhões de dólares em 2017.

O Airbnb promoveu inovações nos negócios turísticos ao tornar a experiência de reserva e uso de serviços de hospedagem mais práticos e econômicos. Como qualquer pessoa pode disponibilizar o seu quarto, as chances de um turista obter estadia por um baixo custo são muito maiores.

Todo processo ocorre online. O usuário faz o cadastro, procura pela sua hospedagem pelo aplicativo ou site e, avaliando reviews e preço, escolhe a opção mais alinhada com as suas necessidades. Além disso, é possível obter descontos convidando pessoas para o serviço, o que facilita a sua expansão.

Netflix

Quando falamos em inovações nos negócios promovidas pela tecnologia, a Netflix é uma das primeiras empresas a serem lembradas. A companhia de streaming já está no seu 21° ano e começou como um serviço de entrega de DVDs pelos correios.

Ao longo de duas décadas, o seu modelo de negócios mudou radicalmente, e hoje a empresa já está disponível em mais de 190 países. Para se manter no mercado, a Netflix começou a investir em séries e filmes próprios, além da disponibilização de aplicativos para várias plataformas (como TVs, tablets, media centers e telefones).

Esse modelo, que está obtendo sucesso, tem como foco a menor dependência do licenciamento de conteúdo de terceiros. Produzindo conteúdos próprios, a companhia valoriza o seu produto e deixa de depender da oferta de filmes e séries feitos pela concorrência para atrair novos consumidores.

A grande inovação da Netflix foi disponibilizar, mesmo em conexões lentas, milhares de filmes e seriados por um baixo custo. Além disso, o algoritmo interno realiza um filtro dos conteúdos que são exibidos ao usuário, ampliando o engajamento e a permanência na plataforma.

Esse trabalho é feito com a análise contínua dos dados de uso de todos os usuários e a criação de perfis únicos. Assim, a página principal pode filtrar conteúdos e, sempre que um filme é exibido, exibir títulos semelhantes e atraentes ao expectador.

Rentbrella

As inovações nos negócios vão além do consumo de produtos de mídia. Na economia compartilhada, também são disponibilizados guarda-chuvas por aplicativos, como é o caso do Rentbrella.

Esse serviço conta com um conjunto de estações para a disponibilização ou aluguel de guarda-chuvas. Cada unidade é feita com materiais personalizados para reduzir as chances de o usuário se molhar. Basta abrir o aplicativo, selecionar a estação mais próxima e utilizar o guarda-chuva pelo tempo que for necessário.

Uber

Fundada em 2009, a Uber é uma das empresas modernas que estiveram envolvidas nas maiores polêmicas do mundo da tecnologia nos últimos anos. O negócio que começou exclusivamente em aplicativos já recebeu mais de 22 bilhões de dólares em investimentos e está presente em 785 cidades.

Hoje, os ramos de atuação da Uber não param de crescer. Além da sua principal atividade (o transporte de passageiros em veículos particulares), a companhia também trabalha com táxis, entrega de alimentos e compartilhamento de bicicletas.

Além disso, há um investimento maciço em tecnologias de transporte autônomo. A ideia é que, no futuro, o negócio possa manter uma frota própria de veículos, sem a necessidade de compartilhar lucros e custos com motoristas parceiros.

Yellow

Disponível em regiões selecionadas de São Paulo, a Yellow é uma startup de aluguel de bicicletas. Cada unidade pode ser alugada a partir de um aplicativo próprio, e o pagamento é feito com cartão de crédito.

O diferencial da empresa está na oferta de bicicletas livres. Ou seja, não existem pontos para o estacionamento de cada unidade, que conta com uma trava própria e um GPS para o rastreamento em tempo real.

E-Moving

Andar de bicicleta pode ser um grande exercício, mas, em muitos casos, o relevo da cidade impede que isso seja feito corretamente. Para solucionar esse problema, surgiu a E-Moving, uma empresa de compartilhamento de bicicletas elétricas.

Disponível em São Paulo, ela conta com uma frota de 400 bicicletas em toda a cidade, que podem ser alugadas em planos mensais, semestrais ou anuais. E, caso o usuário opte por adquirir um modelo, ele ganha um desconto de até R$ 1.380.

A criação de aplicativos mobile foi acompanhada do surgimento de um novo mercado bilionário. Hoje, o uso de smartphones é disseminado em todas as camadas da sociedade e, em função disso, não faltam oportunidades para empresas serem criadas.

Essa tendência apenas reforça o papel da tecnologia na promoção de inovações nos negócios. Da computação em nuvem aos aplicativos mobile, diferentes são os meios que empreendedores podem utilizar para criar negócios lucrativos.

As empresas listadas acima fazem parte da transformação digital, uma das tendências tecnológicas mais importantes dos últimos anos, que tem gerado muitas inovações nos negócios. Saiba mais sobre como ela afeta a sua companhia no nosso post sobre o tema!

Artigos recentes

Você sabe quais são as diferenças entre DevOps e Agile?

22/01/2019

6 motivos para sua empresa adotar uma estrutura low code

17/01/2019

Conheça 5 ferramentas para aprender a programar

16/01/2019

Artigos recentes

Você sabe quais são as diferenças entre DevOps e Agile?

22/01/2019

6 motivos para sua empresa adotar uma estrutura low code

17/01/2019

Conheça 5 ferramentas para aprender a programar

16/01/2019